RMEG-FJP  Curso de Administração Pública (CSAP)  XIX CSAP  XIX CSAP - Monografias 

Utilize o seguinte identificador para referenciar este item:
http://monografias.fjp.mg.gov.br/handle/123456789/1716

Título: Diretoria estratégica do sistema: causas, consequências e dificuldades para implantação de um escritório de projetos no sistema estadual de meio ambiente de Minas Gerais
Autor: Lamounier, Isabella Mária Ribeiro
Orientador: Silveira, Mauro César da
Membros da banca: Oliveira, Kamila Pagel de
Laia, Marconi Martins de
Instituição: Fundação João Pinheiro
Departamento: Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho
Programa: CSAP XIX/2010
Data: 5-Nov-2010
Palavras-Chave: Escritório de projeto
Implantação
Sistema Estadual do Meio Ambiente
Resumo: O estudo sobre Gerenciamento de Projetos enfatiza os benefícios de um escritório de projetos para garantir incrementos no nível de sucesso dos projetos das organizações, principalmente aquelas orientadas para realização de projetos. Segundo Vargas (2003) O escritório de projetos serve como local central para conduzir, planejar, organizar, controlar e finalizar as atividades do projeto. É o local onde se pode obter uma visão global e panorâmica de todo o projeto. Além disso, é a casa do time do projeto, onde todo suporte está disponível. Dessa forma, os gerentes de projetos podem liberar maior parte do seu tempo para análise de dados e tomada de decisão (PRADO, 2000). A criação de escritórios de projetos em entidades governamentais partiu da necessidade de modernizar a gestão pública para o alcance de melhores resultados. Em 2003 o governo de Minas Gerais, em busca da melhoria da gestão dos seus projetos estratégicos, implementou um escritório de projetos central denominado Unidade de Apoio a Gerenciamento de Projetos-UAGP (GERAES). Seu principal objetivo era o de melhorar a execução dos Projetos Estruturadores do governo através do gerenciamento diferenciado, intensivo e ainda da manutenção dos investimentos estratégicos nestes projetos (GUIMARÃES; ALMEIDA, 2006). A partir de então outras Secretarias ligadas ao governo passaram a implementar escritórios de projetos internamente. A problemática que motivou a condução desta monografia é entender a relação entre causa, ação e resultado, no SISEMA, para a instalação de um escritório de projetos. O trabalho trata-se de um estudo de caso único. Para realização dessamonografia foram utilizadas biografias sobre Escritório de projetos de autores como, Darci Prado, Ricardo Vargas, Harold Kerzner e Paul C. Dismore.Além disso a pesquisa contou com a consulta à documentos internos do Escritório de Projetos do Sistema Estadual de Meio Ambiente vi (SISEMA) , leis e manuais do SISEMA , entrevistas e questionários com membros que já trabalharam ou ainda trabalham no escritório de projetos do SISEMA.Ao analisar o processo de implantação do escritório de projetos do SISEMA pretende-se entender como , por que e quais as conseqüências de tal estrutura numa entidade governamental em Minas Gerais.
Aparece na(s) coleção(ções):XIX CSAP - Monografias

Arquivos deste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
Diretoria estratégica do sistema 941,96 kBAdobe PDFVer/Abrir
Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.