RMEG-FJP  Curso de Administração Pública (CSAP)  XXIX CSAP  XXIX CSAP - Monografias 

Utilize o seguinte identificador para referenciar este item:
http://monografias.fjp.mg.gov.br/handle/123456789/2115

Título: Análise da implementação do centro de serviços compartilhados no âmbito da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais
Autor: Costa, Fernanda Peixoto Petrocchi da
Orientador: Cruz, Marcus Vinicius Gonçalves da
Membros da banca: Matar, Amanda
Lacerda, Daniela
Nível: Graduação
Instituição: Fundação João Pinheiro
Departamento: Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho
Programa: CSAP XXIX
Data: 20-Nov-2015
Keywords: Shared services center
State reform
Management public administration
State Secretary of Health
Palavras-Chave: Centro de Serviços Compartilhados
Reforma do estado
Administração pública gerencial
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais
Resumo: Com o movimento da Reforma do Estado e a administração pública gerencial, diversas iniciativas em prol da promoção de serviços públicos mais efetivos e a melhoria da qualidade dos gastos começaram a ganhar força no Brasil desde os anos 1990. Influenciado por esse contexto, em 2014, o governo de Minas Gerais inovou ao ser o primeiro estado a adotar um Centro de Serviços Compartilhados (CSC) no setor público brasileiro. Por meio do CSC buscava-se a centralização, padronização e sinergia de diversos processos operacionais, notadamente o de compras públicas. Sendo assim, o presente trabalho analisou como ocorreu a implementação do Centro de Serviços Compartilhados na Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Descreveram-se as dificuldades intrínsecas a uma iniciativa pioneira considerando as especificidades da SES-MG, secretaria cujo montante financeiro e quantitativo de compras são consideráveis, além de impactar fortemente na garantia de um dos principais direitos sociais dos cidadãos – a saúde. Realizou-se pesquisa qualitativa e descritiva por meio de estudo de caso, utilizando-se de procedimentos técnicos como levantamento bibliográfico, análise documental, entrevistas semi estruturadas e observação não participante. Identificou-se como pontos críticos que interferiram no processo de implantação do CSC na SES-MG, o relacionamento com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (SEPLAG); a resistência na utilização dos instrumentos de suporte; a adaptação ao novo processo operacional; os sistemas corporativos e o trâmite físico de documentos, além da criação de novos canais de interação. Concluiu-se que devido à escassez de iniciativas que buscassem amenizar ou corrigir alguns desses pontos críticos identificados, a implantação do CSC na Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais enfrentou dificuldades operacionais, bem como resistência por parte de diversos funcionários, tornando o período de transição para o modelo CSC ainda mais complexo e tumultuado.
Abstract: Since the State reform and the management public administration, several initiatives have emerged to promote public services with greater efficiency and to improve the quality of public spending. Influenced by this context, in 2014, the Government of Minas Gerais has innovated being the first state to adopt a Shared Services Center (SSC) in the Brazilian public sector. Through the SSC, it was sought the centralization, standardization and synergy of various operational processes, notably in public purchases. Therefore, this research analyzed how was the implementation of the Shared Services Center in the State Secretary of Health (SES-MG). Thus, it described the intrinsic difficulties of an innovative initiative considering the specifications of the SES-MG, Secretary whose financial and quantitative amount of purchases are considerable and can have heavily impact on the assurance of a social rights of citizens - health. This study is characterized as a qualitative and descriptive research through a case study, and used technical procedures as bibliographic search, document analysis, semi structured interviews and non-participant observation. Some critical points that interfered in the SSC implementation at SES-MG were identified: the relationship with the Secretary of State for Planning and Management (SEPLAG); the resistance to use some support tools; the adaptation to the new operating process; the corporate systems and the physical processing of documents, and the creation of new interaction channels. Then, the research concluded that due to shortage of initiatives to mitigate or correct some of these critical issues identified, the SSC implementation at the State Secretary of Health faced operational difficulties and resistance from many employees, making the transition period to the SSC model more complex and turbulent.
Aparece na(s) coleção(ções):XXIX CSAP - Monografias

Arquivos deste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
Análise da implementação do centro de serviços compartilhados no âmbito da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.pdf826,25 kBAdobe PDFVer/Abrir
Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.