RMEG-FJP  Curso de Administração Pública (CSAP)  XXXI CSAP  XXXI CSAP - Monografias 

Utilize o seguinte identificador para referenciar este item:
http://monografias.fjp.mg.gov.br/handle/123456789/2273

Título: Análise da estrutura das carreiras de médicos e profissionais de enfermagem da FHEMIG e o perfil de seus ocupantes
Autor: Reis, Nathália Caroline de Souza
Orientador: Oliveira, Kamila Pagel de
Membros da banca: Sousa, Rosânia
Souza, Adriana Kely de
Nível: Graduação
Instituição: Fundação João Pinheiro
Departamento: Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho
Programa: CSAP XXXI/2016
Data: 2016
Keywords: Sociology of Professions
GRH
Health Careers
Power relations
FHEMIG
Palavras-Chave: Sociologia das Profissões
GRH
Carreiras da saúde
Relações de poder
FHEMIG
Resumo: A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG) se firma como um importante expoente na promoção da saúde pública a nível estadual. Por prestar serviços de complexidade secundária e terciária, apresenta um vasto contingente de pessoal nas diversas especializações da área da saúde. Isso aumenta o desafio dos gestores de recursos humanos da Fundação, que devem se mirar nos Princípios basilares da administração pública para promover uma equidade e justiça entre os profissionais. Contudo, os instrumentos apresentam falhas, privilegiando certos agrupamentos profissionais em detrimento de outros, o que acirra os conflitos interprofissionais e tenciona o ambiente organizacional. Mais do que isso, muitas vezes os mecanismos de gestão reproduzem relações de dominação entre diferentes grupos envolvidos em um dado contexto. Tendo em vista a complexidade do ambiente organizacional em que se inserem as ocupações da saúde, o presente estudo buscou analisar a estrutura das carreiras de Médicos e Profissionais de Enfermagem e o perfil de seus ocupantes, a luz de duas disciplinas: a Gestão de Recursos Humanos e a Sociologia das Profissões. Desse modo, procurou-se examinar como se constituem os desenhos dessas carreiras, bem como delinear o perfil socioeconômico dos profissionais que as compõem, com o intuito de verificar como se estabelecem as relações de poder e os capitais simbólicos apropriados pelos grupos dominantes e dominados. Para tanto, foram realizadas pesquisa bibliográfica, análise documental e pesquisa de campo por meio de aplicação de questionários em uma Unidade Hospitalar da FHEMIG. A partir da consolidação dos dados percebeu-se que a carreira dos Médicos apresenta uma série de vantagens, benefícios e prerrogativas que lhes posiciona em uma condição de “superioridade” frente a carreira dos Profissionais de Enfermagem. Além disso, pôde-se identificar a composição do perfil desses profissionais em que os médicos são, em sua maioria, homens e brancos e os Profissionais de Enfermagem são mulheres e negras. Em suma, pôde-se inferir que os médicos utilizam da burocracia como forma de legitimar o seu poder simbólico e a manutenção do status quo, perpassando o campo do trabalho, reforçando as desigualdades histórico-sociais que consolidaram a formação social do país.
Abstract: The Hospital Foundation of the State of Minas Gerais (FHEMIG) is an important exponent in the promotion of public health at the state level. By providing services of secondary and tertiary complexity, it presents a large contingent of personnel in various health specializations. This raises the challenge of the Foundation's human resource managers, who should focus on the basic Principles of Public Administration to promote fairness and fairness among practitioners. However, the instruments present flaws, favoring certain professional groupings to the detriment of others, which intensifies interprofessional conflicts and intends the organizational environment. More than this, management mechanisms often reproduce relations of domination between different groups involved in a given context. Considering the complexity of the organizational environment in which occupations of health are inserted, the present study sought to analyze the structure of careers of Nursing Doctors and Professionals and the profile of their occupants, in the light of two disciplines: Human Resources Management And the Sociology of Professions. In this way, it was tried to examine how the designs of these careers are constituted, as well as to delineate the socioeconomic profile of the professionals that compose them, in order to verify how the power relations and appropriate symbolic capitals are established by the dominant and dominated groups. For that, we performed bibliographic research, documentary analysis and field research through the application of questionnaires in a Hospital Unit of FHEMIG. From the consolidation of the data it was noticed that the medical career presents a series of advantages, benefits and prerogatives that positions them in a condition of "superiority" to the career of the Nursing Professionals. In addition, it was possible to identify the composition of the profile of these professionals in which the doctors are, for the most part, men and whites and the Nursing Professionals are women and blacks. In short, it can be inferred that doctors use bureaucracy as a way of legitimizing their symbolic power and maintaining the status quo, bypassing the field of work, reinforcing the historical and social inequalities that have consolidated the country's social formation.
Aparece na(s) coleção(ções):XXXI CSAP - Monografias

Arquivos deste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
Análise da estrutura das carreiras de médicos e profissionais.pdf2,43 MBAdobe PDFVer/Abrir
Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.