RMEG-FJP  Curso de Administração Pública (CSAP)  XXXVIII CSAP  XXXVIII CSAP 

Utilize o seguinte identificador para referenciar este item:
http://monografias.fjp.mg.gov.br/handle/123456789/2724

Título: A paradiplomacia do estado de Minas Gerais : um estudo sobre a cooperação com a China
Autor: Torres, Izabela Dias Leite
Orientador: Guimarães, Alexandre Queiroz
Data: 2020
Palavras-Chave: Paradiplomacia
Cooperação internacional
Minas Gerais
China
Desenvolvimento
Resumo: Diante do crescente fluxo global de pessoas, informações e recursos, as relações internacionais dos estados subnacionais muito influenciam na tomada de decisões destes governos sobre suas políticas públicas e sobre suas estratégias de governança interna. Nesse sentido, a cooperação internacional faz-se de fundamental importância para o fortalecimento da relação de confiança entre governos, fator que contribui para a criação de soluções conjuntas em prol do desenvolvimento local. Sob tais perspectivas, este estudo busca analisar a paradiplomacia do Estado de Minas Gerais, identificando fatores que condicionam sua relação de cooperação com uma nação específica, a República Popular da China. À medida em que essa interação se torna mais importante para o Estado, surgem cada vez mais questionamentos se tais fluxos criam um novo tipo de dependência e se o tipo de cooperação praticada reproduz as assimetrias inerentes ao sistema internacional. Assim, por meio de levantamento bibliográfico e documental, bem como pela realização de entrevistas semiestruturadas com gestores anteriores e atuais dos setores de relações internacionais do Estado e com um representante do governo chinês, realizou-se uma pesquisa descritiva-exploratória que permitiu maior compreensão acerca dos principais interesses, estratégias, desafios e oportunidades envolvidos nesse fenômeno. Observou-se que a atuação internacional de Minas Gerais ainda enfrenta problemas de institucionalização e de capacidade de planejamento a longo prazo e que, diante das especificidades do relacionamento com a China, esses desafios tendem a se agravar. Depreende-se, por fim, que um maior empoderamento e apropriação do conhecimento por parte do estado acerca de suas demandas e relações aumentaria seu poder de negociação com agentes externos, abrindo oportunidades para a promoção do desenvolvimento local em uma perspectiva multidimensional.
Abstract: In view of the growing global flow of people, information and resources, the international relations of the subnational states greatly influence the decision-making of these governments regarding their public policies and their internal governance strategies. In this sense, international cooperation is of fundamental importance for strengthening the relationship of trust between governments, a factor that contributes to the creation of joint solutions in favor of local development. Under such perspectives, this study seeks to analyze the paradiplomacy of the State of Minas Gerais, identifying factors that condition its cooperative relationship with a specific nation, the People's Republic of China. As this interaction becomes more important for the State, more questions arise as to whether such flows create a new type of dependency and whether the type of cooperation practiced reproduces the asymmetries inherent in the international system. Thus, through a bibliographic and documentary survey, as well as through semi-structured interviews with previous and current managers in the international relations sectors of the State and with a representative of the Chinese government, a descriptive-exploratory research was carried out that allowed a greater understanding of the main interests, strategies, challenges and opportunities involved in this phenomenon. It was observed that the international performance of Minas Gerais still faces problems of institutionalization and capacity for long-term planning and that, given the specificities of the relationship with China, these challenges tend to worsen. Finally, it appears that a greater empowerment and appropriation of knowledge on the part of the State about its demands and relations would increase its negotiating power with external agents, opening opportunities for the promotion of local development from a multidimensional perspective.
Notas: Monografia apresentada ao Curso de Graduação em Administração Pública da Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho da Fundação João Pinheiro, como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental.
Publicado apenas online
Orientador: Alexandre Queiroz Guimarães
Inclui apêndices.
Bibliografia : p. 127-135
Extensão: application/pdf
Software requerido: Exigências do sistema: Acrobat Adobe Reader
Aparece na(s) coleção(ções):XXXVIII CSAP

Arquivos deste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
Izabela Dias Leite Torres.pdf2,39 MBAdobe PDFVer/Abrir
Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.