RMEG-FJP  Curso de Especialização em Gestão Estratégica e Políticas Públicas (CEGEPP)  CEGEPP 2018  CEGEPP 2018 - Monografias 

Utilize o seguinte identificador para referenciar este item:
http://monografias.fjp.mg.gov.br/handle/mono/2560

Título: A implantação da centralização do teleatendimento de emergências no 6º Comando Operacional de Bombeiros (6ºCOB): um estudo com base no modelo adotado pelo Comando de Policiamento do Interior Um (CPI-1) da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP)
Autor: Silva, Edirlei Viana da
Orientador: Veloso, Henrique Maia
Membros da banca: Costa, Lucioney Rômulo da
Dufloth, Simone Cristina
Nível: Especialização
Instituição: Fundação João Pinheiro
Departamento: Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho
Programa: CEGEPP - 2018
Data: 2018
Keywords: Process centralization
Emergency tele-assistance
Military Fire Brigade
Emergency management
Palavras-Chave: Centralização de processos
Teleatendimento de emergências
Corpo de Bombeiros Militar
Gestão de emergências
Resumo: Este trabalho pesquisou a reestruturação administrativa das atuais salas de operações e teleatendimentos 193 do interior de Minas Gerais, mais especificamente no 6º Comando Operacional de Bombeiros (6º COB), de forma a racionalizar os recursos humanos e materiais empregados, além de imprimir qualidade ao processo por meio da padronização e especialização dos teleatendentes. O estudo se baseia na centralização gradual das atuais salas de operações, em torno de uma estrutura denominada Centro de Operações Bombeiro Militar localizada em fração de maior escalão, que possa canalizar e gerir todas as chamadas emergenciais de suas frações subordinadas. A pesquisa teve por objetivo conhecer os principais fatores que podem restringir e/ou facilitar a implantação da centralização do teleatendimento de emergências no 6º COB, com base no modelo levado a efeito pela Polícia Militar do Estado de São Paulo, mais especificamente no Comando de Policiamento do Interior Um (CPI-1), sediado no município de São José dos Campos/SP. O estudo se ambienta na demonstração do teleatendimento 193 descentralizado, praticado no 6º COB e do modelo centralizado de teleatendimento de emergências levado a efeito pelo CPI-1. A metodologia utilizada caracteriza-se como descritiva, moldando-se a um estudo de caso, com ênfase predominantemente qualitativa. Os procedimentos técnicos utilizados foram a documentação indireta, por meio da pesquisa bibliográfica e documental, e a documentação direta, através da pesquisa de campo. Foram entrevistados, no 6º COB, os comandantes de Companhia Bombeiro Militar, o chefe da seção de logística e o próprio coronel comandante do 6º COB. No CPI-1 foram entrevistados os chefes dos Centros de Operações da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militar, teleatendente e despachador de ocorrências e o coronel comandante do CPI-1. Foi ainda analisada uma fração descentralizada do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo. Também foi entrevistado o chefe da Subdiretoria de Tecnologia e Sistemas do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Verificou-se que os fatores facilitadores para a implantação da centralização do teleatendimento no 6º COB se sobrepõem aos dificultadores. Destacaram-se como restritores: a amplitude geográfica do 6º COB e a predominância do relevo montanhoso, que dificulta a comunicação via rede de rádio; além do contingenciamento de recursos do Estado, frente à necessidade de investimentos em espaço físico, mobiliário e equipamentos de telecomunicação e informática. Como facilitadores destacaram-se: a existência de um modelo bem sucedido de teleatendimento centralizado no CPI-1; apoio do comandante do 6º COB; atual padrozinação de software entre as instituições de segurança pública, em Minas Gerais; possibilidade de integração e estabelecimento de convênios de cooperação entre as diversas agências; incentivo governamental do modelo de gestão do Estado em Rede; a previsão, na estrutura organizacional do 9º Batalhão de Bombeiros Militar, em Varginha, de um Centro Integrado de Atendimento e Despacho; a existência de uma central regional de teleatendimento e triagem de ocorrências do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), também em Varginha; e a possibilidade de atuação de um médico regulador do SAMU nos acionamentos de atendimento pré-hospitalar, via 193.
Abstract: This work investigated the administrative restructuring of the current operations and servicing rooms 193 in the interior of the state of Minas Gerais, specifically in the 6th Fire Brigade Operational Command (6th COB), in order to rationalize the human and material resources employed, as well as to print quality to the process by means of the standardization and specialization of teleattendants. The study is based on the gradual centralization of the current operating rooms around a structure called the Military Fire Operations Center, located in a fraction of a larger size that can channel and manage all the emergency calls of its subordinate fractions. The research had as objective to know the main factors that can restrict and / or facilitate the implantation of the centralization of the teleattendence of emergencies in the 6th COB, based on the model carried out by the Military Police of the State of São Paulo, more specifically in the Policing Command of the Interior One (CPI-1), located in the city of São José dos Campos/SP. The study is based on the demonstration of decentralized tele-assistance 193 practiced in the 6th COB and of the centralized model of emergency telemarketing carried out by the CPI-1. The methodology used is characterized as descriptive, molding itself to a case study, with predominantly qualitative emphasis. The technical procedures used were indirect documentation, through bibliographic and documentary research, and direct documentation through field research. In the 6th COB, the commanders of Military Firefighter Company, the head of the logistics section and the commander-in-chief of the 6th COB were interviewed. On CPI-1 was interviewed the heads of the Operations Centers of the Police and the Military Fire Brigade, teleattendence and dispatcher of occurrences and the colonel commander of the CPI-1. A decentralized fraction of the Military Fire Brigade of the State of São Paulo was also analyzed. Also was interviewed the head of the Subdirectorate of Technology and Systems of the Military Fire Brigade of Minas Gerais. It was verified that the facilitating factors for the implementation of centralization of tele-service in the 6th COB overlap with the difficulties. The geographical coverage of the 6th COB and the predominance of mountainous relief, which hinders communication by the radio network, and the need for investments in physical space, furniture and equipment for telemarketing stations, were highlighted as restrictors. As facilitators, the following stand out: the existence of a successful tele-centralization model centralized in the CPI-1; support of the 6th COB commander; current standardization of software among public security institutions in Minas Gerais; possibility of integration and establishment of cooperation agreements between the various agencies; governmental incentive of the Network State management model; the forecasting, in the organizational structure of the 9th Military Fire Brigade, in Varginha, of an Integrated Service and Dispatch Center; the existence of a regional center for telemarketing and sorting of occurrences of the Mobile Emergency Service (SAMU), also in Varginha; and the possibility of a regulatory physician of the SAMU acting in the prehospital care, through the 193.
Aparece na(s) coleção(ções):CEGEPP 2018 - Monografias

Arquivos deste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
A implantação da centralização do teleatendimento de emergências no 6º Comando Operacional de Bombeiros (6ºCOB).pdf3,27 MBAdobe PDFVer/Abrir
Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.